Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Saudade. (dia 31)

 

Saudades Saudades! Sim.. talvez.. e por que não?...
Se o sonho foi tão alto e forte
Que pensara vê-lo até à morte
Deslumbrar-me de luz o coração!

Esquecer! Para quê?... Ah, como é vão!
Que tudo isso, Amor, nos não importe.
Se ele deixou beleza que conforte
Deve-nos ser sagrado como o pão.

Quantas vezes, Amor, já te esqueci,
Para mais doidamente me lembrar
Mais decididamente me lembrar de ti!

E quem dera que fosse sempre assim:
Quanto menos quisesse recordar
Mais saudade andasse presa a mim!

Florbela Espanca, in "Livro de Sóror Saudade"

 

 

Sedução. (dia 30)

A sedução da mulher começa com a sua aparência física. Uma pele bem cuidada, olhos bonitos, brilhantes, cabelos sedosos, corpo elegante, atraem os olhares e a admiração masculina. Para que esses olhares e essa admiração, porém, não se desviem decepcionados, é preciso que outros fatores, muito importantes, influenciem favoravelmente, formando o que poderíamos chamar a “personalidade cativante” da mulher.

A alegria, a delicadeza e a feminilidade nos gestos, nas atitudes, nas palavras, por exemplo. Uma criatura alegre predispõe sempre os outros à simpatia, desde que não seja uma alegria ruidosa ou vulgar. A moça tristonha, desinteressada de tudo, de ar doentio ou entediado, aborrece sempre aos homens. E eles fogem dela como de um castigo.

A feminilidade é outra qualidade positiva. Muitas mulheres modernas adotam atitudes masculinizadas, palavreado grosseiro, liberdade exagerada de linguagem ou de maneiras, e julgam que isso é bonito, que vão encantar os homens. Engano. Até hoje não consegui um só homem que não confessasse preferir a feminilidade a todas as demais virtudes da mulher.

Outro fator de sedução é a personalidade. Não a personalidade que se impõe aos gritos e com exigências, mas uma personalidade que forma ao lado da de seu companheiro, ajudando-o, incentivando-o, compreendendo. Nunca diminuí-lo, nunca recriminá-lo porque não é brilhante, não é rico ou atraente como outros que conhece. Uma personalidade formada de um pouco de vaidade, um pouco de coqueteria, um pouco de malícia risonha, um pouco de ternura, um pouco de abnegação. E muito, muito de feminilidade.

 

Clarice Lispector, in Correio Feminino – Aulas de Sedução

 

 



Look (dia 29)

set1

E este é o meu look. Definitivamente, é mesmo a minha cara: tem duas das minhas cores favoritas, o azul e o castanho chocolate, mala de viagem jeitosa para atafulhar tudo lá dentro e mais alguma coisa, a sabrina pois os saltos não querem nada comigo, um anel irreverente para dar o motivo divertido, um gloss em tom coral mas que fica natural (penso eu que este assim será) e a unha num tom coral que também se usa!
Aprovado?
{#emotions_dlg.sarcastic}

Doença aguda.

O estado de saúde piorou bastante. De vez em quando fica azul, faltam-lhe as forças e fecha-se em si. Já lhe foi dada toda a medicação possí­vel e parece que a única solução é o transplante.

 

Ontem ainda trabalhou, conseguiu ter um desempenho razoável embora com uma ou duas falhas. Mas quando chegou a noite, entrou em semi-coma.

 

Estou muito triste porque me faz muita falta. Meu pobre computador de secretária... :((((

 

Agora escrevo do mini computador, que é lindinho mas que eu, cegueta de primeira, tenho que ver o ecrã com uma lupa.

 

Por isso, se eu ficar em "silêncio" é porque até o mini entrou em greve... :/

Fim da semana, início de outra!

E voltámos de novo à segunda-feira. E sinto-me toda partida e cansada. Mesmo boa para, de tarde, ir crucificar alunos, que é como que diz, colocar cruzinhas nas avaliações dos meus crianços.

 

Foi um fim de semana sem nenhum acontecimento extraordinário. Passámos da chuva ao sol, o que significou ficar com o carro todo c*gado de água com terra, do frio ao calor, fomos roubados numa hora de sono (eu penso que o meu cansaço se deva a isto), fiz dois bolos, um dos quais ficou do tamanho de uma roda de tractor (devia ter tirado foto.. :/). E não, não os comi, recambiei-os: metade para cada casa.

 

Terminei o fim de semana com uma "#$=$%$=% de uma enxaqueca que me fez uma visita surpresa. Só faltou mesmo aparecer a melhor amiga da minha enxaqueca, a menina alergia. Mas ouvi dizer que ela tinha ido passear para outro lado e, só por esta vez, safei-me!

 

Ora digam lá que esta não é vidinha boa... 

Pobre bichinho, teve de tirar uma soneca depois de roer uma pontinha a um dentastix! Trabalho árduo este, não?
Ah, e só por causa das coisas, o Pimentinha é um "menino", não é uma "menina", apesar dos penteados que eu às vezes lhe faço!
Acho que se nota bem... nem que seja à lupa!
{#emotions_dlg.blink}

Nem os animais ficam indiferentes..

...a certos talentos, digamos assim.

 

Estou eu aqui como todo o meu entusiasmo e com tampões para ouvidos nas mãos a ver o novo programa dos Ídolos, quando começam a surgir os já famosos denominados "cromos".

 

Assim que se começa a ouvir um deles, o meu Bóbi desata a ladrar como se tmabém estivesse a fazer um teste no programa.  Agora a minha dúvida é: o cão ficou "sensibilizado" com tamanho micro talento ou ficou altamente perturbado com a prestação? Humm..

 

O tal artista que pôs o meu Bóbi a ladrar foi o segundo que aparece... Bom, não é?

 

Pág. 1/6